Esparta e Atenas

Funeral-Oration-Pericles-e1341757935291
Atenas priorizava a formação intelectual de seu povo: vemos o florescimento da poesia, teatro e filosofia. 

Esparta e Atenas, ao mesmo em que foram as principais cidades gregas, também representaram uma das maiores antíteses de toda a Idade Antiga. As duas cidades eram bastante divergentes em vários pontos: a maneira de fazer política, a importância da guerra, o valor das artes e da cultura, entre outros aspectos. Tal realidade é uma prova viva da existência de uma civilização grega bastante heterogênea, com uma política descentralizada e povos de diferentes tradições.

Fundada pelos dórios durante o século IX a.C, Esparta era uma cidade totalmente diferente de todas de sua época. Na verdade, parecia mais um acampamento militar do que uma cidade propriamente dita. E essa era justamente a principal característica dos espartanos: os seus valores militaristas.

Para se ter uma ideia, os mesmos eram educados segundo uma rigorosa disciplina. Os soldados serviam ao exército dos 20 aos 40 anos e eram proibidos de exercer qualquer outra profissão. As mulheres também tinham um papel muito importante aos olhos da sociedade espartana, pois a estas cabia a tarefa de gerar indivíduos saudáveis para o combate, garantindo um futuro de glórias e conquistas.

esparta
Esparta tinha uma organização política essencialmente militar.

O objetivo da educação espartana era transformar seus cidadãos em guerreiros fortes, obedientes e competentes. Foi por meio da guerra que Esparta conquistou diversos territórios.

A sociedade era dividida em espartanos, descendentes dos dórios e únicos a ter direitos políticos, periecos, descendente dos aqueus que exerciam atividades ligadas ao comércio e artesanato, e os hilotas, escravos de guerra.

A começar pela sua fundação, Atenas já se diferenciava de Esparta, tendo sido fundada pelos jônios. Os atenienses sobreviviam principalmente da agricultura, apesar de seu relevo acidentado, pesca e comércio marítimo. A sociedade ateniense era dividida em eupátridas (grandes proprietários de terra), georgóis (pequenos proprietários), dimiurgos (artesões especializados) e escravos.

Diferentemente de Esparta, que focava na guerra, nos treinamentos e exercícios militares, Atenas valorizava a educação de seu povo. Ao contrário de priorizar somente o corpo, privilegiavam o equilíbrio entre o corpo e a mente. Isso fez com que a cidade tenha se transformado em um centro cultural e intelectual de sua época. É em Atenas que surge a filosofia e a democracia, aspectos que transformaram a cidade no berço de todo o Mundo Ocidental.

Saiba mais: A cultura gregaCivilização grega Guerras Médicas

Deixe um comentário

55 Comentários em "Esparta e Atenas"

avatar
Mostrar primeiramente:   mais recentes | mais antigos | mais bem votados
Um aluno precisando de nota por ai
Visitante
Um aluno precisando de nota por ai

Muito bom, conteúdo esclarecedor e fácil de entender..

Tomara que a prova não seja amanhã
Visitante
Tomara que a prova não seja amanhã

Vlw aí gente me ajudaram de mais com esse resumo!!!

Paulo
Visitante

Muito bom e de alta relevância, muito esclarecedor, domínio do assunto. Procede.

Leticia Catarina Vieira Falci
Visitante

paternon foi construido por escravos ou pela civilizaçao grega ?

Nathan
Visitante

Resumo super eficaz! Me ajudou muito para meu debate de História que será realizado amanhã.
Resumo muito bem feito e muito bem explicado, Valeu!

Laura
Visitante

Hi, love very.thank ok

guilherme
Visitante

e verdadeiro ou falso que atenas era politicamente mais avançada em relacão a esparta? ja havia a cidadania nesta cidade estado?

Mario
Visitante

Acho que sim, já que Esparta se preocupava mais com o soldados (ela era militarista). Cidadania, acho que não…Atenas era uma cidade-estado escravista…

Jhenny
Visitante

Oi gente como vão?

PEDRO
Visitante

ME AJUDOU PRA CARAMBA

PEDRO
Visitante

GOSTEI MUITO DESSE RESUMO

wpDiscuz