Governo Itamar Franco

Governo Itamar Franco
O governo Itamar Franco ficou marcado pela tentativa de estabilizar o país.

Após o impeachment de Fernando Collor de Mello em 1992, seu vice, Itamar Augusto Cautiero Franco, assumiu a presidência da República em dezembro daquele ano. O novo presidente se deparou com um Brasil problemático, com índices inflacionários batendo na casa dos 1100% e um PIB semelhante ao do início da década de 80, sem contar a situação de descrença dos brasileiros nas instituições públicas após todas as denúncias contra Collor. Em suma, o objetivo do governo era o de estabilizar o país e proporcionar uma transição segura até as eleições de 1994, o que, de fato, foi alcançado.

Em abril de 1993, Itamar Franco cumpriu um importante dispositivo presente na Constituição Federal ao realizar um duplo plebiscito, no qual os cidadãos deveriam decidir pela forma e pelo sistema de governo que deveria vigorar no Brasil. Os brasileiros optaram pela manutenção das estruturas vigentes na época, isto é, pela forma republicana e pelo sistema presidencialista.

Na área econômica, o governo Itamar Franco desenvolveu um projeto que finalmente solucionou o crônico problema da inflação. Baseado na paridade da moeda com as reservas cambiais disponíveis, o Plano Real conseguiu atrair investimentos externos e conter o consumo por meio de uma alta taxa de juros, o que permitia baixos índices inflacionários. O lançamento de uma nova moeda – o Real – ampliou o poder aquisitivo da população e remodelou os setores econômicos nacionais.

O sucesso dessas medidas proporcionou uma grande popularidade a Itamar Franco, de forma que seu Ministro da Fazenda e idealizador do Plano Real, Fernando Henrique Cardoso, lançou-se como candidato à presidência em 1994 e acabou vencendo as eleições logo no primeiro turno.

Governo CollorGoverno Fernando Henrique Cardoso – História do RealNova República

Deixe um comentário

avatar