Dia de Finados

Dia de Finados
O Dia de Finados surgiu a partir de antigas tradições celtas.

Em 2 de novembro, muitas pessoas comemoram o Dia de Finados, data criada para homenagear os entes queridos que já faleceram.

No início da história da Igreja, os cristãos rejeitavam totalmente a ideia de relacionamento com mortos. Nessa época, o pensamento predominante era o de que as almas simplesmente ficariam adormecidas até o momento do julgamento final. No entanto, ao mesmo tempo em que o cristianismo era difundido pela Europa, acabava anexando elementos de outras culturas. Acredita-se que a tradição do Dia de Finados tenha surgido a partir dos celtas, povos que acreditavam na vida após a morte e separavam uma data anual para homenagear e evocar os mortos.

Assim, da mesma forma que faziam certas sociedades da antiguidade, os cristãos passaram a rezar pelas almas dos falecidos, acreditando que estes necessitariam de orações, já que estavam passando pelo processo de purificação conhecido como Purgatório. A partir do século V, a Igreja destinou uma data específica para isso, embora esta não tenha sido uma prática muito corriqueira.

De fato, pode-se dizer que o grande responsável pela popularização do costume de orar pelos entes que já se foram foi o monge beneditino Odilo de Cluny, o qual determinou no ano de 998 que todos os membros de sua abadia fizessem preces por essas pessoas. Nascida na França, a tradição acabou se propagando por toda a Europa, até que o Dia de Finados foi oficializado durante o século XI, por meio dos papas Silvestre II, João XVIII e Leão IX. Já a data (dia 2 de novembro) foi estabelecida mais tarde, no século XIII.

Curiosidade: No Brasil, o Dia de Finados é uma data triste, afinal as pessoas lembram de seus entes e sentem saudades. Já no México, é tudo diferente! Os mexicanos realizam festas com muitos banquetes, pois acreditam que nesse dia as almas das pessoas voltam para fazer uma visita a seus familiares e amigos.

Saiba mais: História do Halloween

9
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
3 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
HACKERANONIMOfabi limaLuiz Carlos Inácio de Souzasileniopaulo guilherme dias Recent comment authors
mais recentes mais antigos mais bem votados
fabi lima
Visitante
fabi lima

Ótimo resumo muito bem explicado o melhor que já li até agora PARABÉNS!!!Adorei

Luiz Carlos Inácio de Souza
Visitante
Luiz Carlos Inácio de Souza

Se alguém quiser mandar flores ou me visitar que os façam enquanto estou vivo, pois assim um dia posso retribuir, pois depois de morto, não vejo nada, não sinto nada pois os mortos estão consios.

HACKERANONIMO
Visitante
HACKERANONIMO

a mais pura verdade!! De que adianta homenagear uma pessoa se ela ja morreu, por que nao aproveitar enquanto ela esta viva…

silenio
Visitante
silenio

silenio -02/11/2017
Se essa data é destinada a homenagear os familiares que já partiram, as famílias deveriam estar preparadas para os receberem de volta em suas casas, de cora- ção aberto à fraternidade e com muita alegria, pois a morte não existe e a vida é
eterna. Por que ir ao cemitério?…, só se for para ajudar a libertar alguma alma presa lá.

paulo guilherme dias
Visitante
paulo guilherme dias

VELAS NÃO PODE ILUMINAR O CAMINHO DE QUEM MORREU, POR QUE SÓ A DOIS, O CÉU E O INFERNO.
QUEM MORRE SEM CRISTO ESTA NO INFERNO AGUARDANDO O JUIZO FINAL MAS, QUEM ESTA NO CÉU SERÁ JULGADO PELO TRIBUNAL DE CRISTO AS SUAS OBRAS, DEPOIS VIVER ETERNAMENTE.

Juliana
Visitante
Juliana

Eu sou evangélica. vou lá coloco velas e só.
Mas a historia e interessante.

Rubens
Visitante
Rubens

Pra que as velas?

Alex
Visitante
Alex

Se vc fosse evangélica , vc não ia lá colocar velas,

nyna
Visitante
nyna

otimo texto