História do Sapato

História do Sapato
A história do sapato se inicia ainda na época da Pré-História.

A criação do sapato se deu como uma consequência natural da necessidade que o homem sentiu em proteger seus pés do incômodo de andar sobre pedras e sujeira ou do perigo de pisar em algum animal peçonhento. Pinturas feitas em cavernas da Espanha e do sul da França há 10 mil anos antes de Cristo mostram que nessa época (Paleolítico) o homem pré-histórico já fazia uso de espécies rudimentares de calçados feitos de palha e madeira, provavelmente o primeiro modelo da história do sapato.

No Antigo Egito, os sapatos eram feitos de palha, papiro ou fibra de palmeira. As pessoas os usavam somente quando era necessário, carregando-os consigo de um lado para outro. E isto, claro, era um benefício apenas dos nobres: os faraós, por exemplo, usavam calçados adornados com ouro.

Nas civilizações grega e romana, o sapato começou a ganhar status de diferenciador social. Os gregos lançaram diversos modelos e chegaram a criar os primeiros calçados especializados para cada pé. Na Grécia, os escravos eram conhecidos publicamente por não utilizarem nenhum tipo de cobertura nos pés. Em Roma, o sapato era um indicador da classe social do indivíduo: os cônsules usavam calçados brancos, os senadores faziam uso de sapatos marrons e as legiões utilizavam botas de cano curto.

Durante a Idade Média, tanto homens como mulheres usavam uma espécie de sapatilha de couro. Curiosamente, no século XVI os saltos eram objetos exclusivamente masculinos, um símbolo de ostentação e riqueza. Na corte do famoso rei Luís XIV, os homens usavam saltos altíssimos! Acredita-se que a padronização das medidas tenha sido criada pelo rei inglês Eduardo I.

Os sapatos manufaturados começaram a aparecer durante o século XVIII, no início da Revolução Industrial e não demorou muito para haver fábricas de calçados por todos os cantos da Europa. Com o surgimento da máquina de costura, realidade que reduziu significativamente os custos de produção, os calçados se tornaram bastante acessíveis. Finalmente no século XX, com a troca do couro pela borracha e pelos materiais sintéticos, o sapato começou a ganhar a forma e aparência que conhecemos hoje em dia.

Antigo EgitoCivilização GregaCivilização Romana

Deixe um comentário

2 Comentários em "História do Sapato"

avatar
mais recentes mais antigos mais bem votados
Ana Filipa
Visitante

eu tbm e que podia falar um pouco menos por exemplo o mais importante

Erica Nara
Visitante

Gostaria de saber o nome do autor.