Santo do Pau Oco

Santo do Pau OcoO termo “Santo do Pau Oco” tem a ver com o período do Ciclo do Ouro no Brasil.

Acredita-se que a expressão “santo do pau oco”, usada para designar pessoas dissimuladas, fingidas ou hipócritas tenha se originado na época do Brasil Colônia. Entre o final do século XVII e o início do século XVIII, Portugal cobrava altos impostos sobre o ouro produzido em terras brasileiras.

Desta forma, uma maneira que as pessoas encontraram para driblar a fiscalização da Coroa foi escondendo ouro em pó ou pedras preciosas dentro de imagens de santos esculpidas em madeira oca. Tal tipo de contrabando era algo muito comum entre governadores, clérigos e escravos, já que a taxação excessiva de Portugal (chegavam cobravam a quinta parte de todo o ouro produzido, o famoso “quinto”) chegou a ser motivo de conflitos, como a Revolta de Felipe dos Santos, por exemplo.

Entretanto, embora esta seja a explicação mais provável para o surgimento do termo “santo do pau oco”, sabe-se que em Portugal já existia há muito tempo outra expressão muito parecida: a “santo de pau carunchoso”, algo bem semelhante ao nosso “por fora, bela viola; por dentro, pão bolorento”.

Resumo da história: o mais provável é que tenha havido uma adaptação do termo português de acordo com a realidade brasileira na época do Ciclo do Ouro.

Saiba mais: Ciclo do OuroRevolta de Felipe dos SantosExpressão “O quinto dos infernos”

Deixe um comentário

avatar