Revolução Russa

Revolução Russa
Poster da Revolução Russa : “Glória aos heróis do povo do Encouraçado Potemkin!”

No início do século XX, a Rússia se encontrava em uma péssima situação econômica e social. O país era conhecido como o “celeiro” da Europa, uma vez que quase toda sua economia era baseada exclusivamente na agricultura e cerca de 80% de sua população vivia nos campos. De fato, esses camponeses tinham condições de trabalho deploráveis: para se ter uma ideia, os mesmos trabalhavam durante todo o rigoroso inverno russo com temperaturas de até -25ºC usando roupas finas, sem contar os altos impostos que eram obrigados a pagar ao czar absolutista Nicolau II. Os operários das poucas fábricas russas também viviam na miséria e sem nenhuma força política.

Em 1905, houve uma manifestação pacífica de milhares de operários de São Petersburgo em prol da busca por melhores condições sociais. No entanto, a mesma foi duramente repelida por Nicolau II, o qual ordenou que seus guardas eliminassem os manifestantes. Tal episódio ficou conhecido como o “Domingo Sangrento”.

Revolução Russa
Manifestações em fevereiro de 1917.

Mesmo diante de todos estes problemas de ordem social, econômica e política, a Rússia entrou na Primeira Guerra Mundial. Obviamente, os significativos gastos com a guerra agravaram ainda mais o clima de tensão no país.

A grave situação pela qual a Rússia passava (fome, miséria e repressão), agravada ainda mais pelos gastos e pelas baixas causadas pela Primeira Guerra Mundial gerou grande revolta na população, eclodindo em manifestações que tomaram conta de todas as grandes cidades do Império. Os manifestantes reivindicavam melhores empregos, salários, condições de vida, um governo mais justo e democrático.

Revolução Russa
Lênin

A situação que o império russo passava era tão grave que os próprios homens de Nicolau II passaram a lutar ao lado do povo. Tal quadro acabou se tornando insustentável, resultando na queda do czar em 8 de março de 1917 e na instalação de um governo provisório comandado pela burguesia. O novo governo adotou uma série de medidas liberais, com destaque para a anistia política.

No entanto, a Revolução Russa teve seu ápice com Lênin, um revolucionário e líder do Partido Comunista. Segundo ele, o governo provisório serviria apenas como um instrumento de dominação da burguesia. Desta forma, com a ajuda dos bolcheviques e prometendo paz, terra, pão, liberdade e trabalho, Lênin assumiu o poder e implantou um conjunto de mudanças de cunho sociopolítico e econômico conhecido como Socialismo.

As principais consequências da Revolução Russa foram o surgimento da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), a consolidação dos movimentos operários e o avanço do socialismo em várias partes do mundo.

Saiba mais: Primeira Guerra MundialAbsolutismo

Deixe um comentário

2 Comentários em "Revolução Russa"

avatar
Mostrar primeiramente:   mais recentes | mais antigos | mais bem votados
Paulo jorge
Visitante

Obrigada pelos conteudos abordade em me ajudam a assimilar muitas coisas da historia e continuem assim

Ensinar História
Visitante

Olá Equipe do site História de Tudo, parabéns pelo conteúdo compartilhado, são ótimos!

Abraços,
Andréia