Renascimento

Renascimento
O “homem vitruviano” de Leonardo da Vinci, um dos símbolos do Renascimento.

O Renascimento foi um período da história marcado por significativas mudanças culturais, ideológicas e científicas. No entanto, ao contrário do que muitos pensam, não podemos dizer que o movimento se constituiu em uma ruptura total com a cultura medieval. De fato, as mudanças ideológicas ocorridas neste período se iniciaram ainda durante a Baixa Idade Média, com o renascimento comercial e o surgimento da burguesia.

Com a aliança feita entre rei e os ricos comerciantes, estes passaram a ter grande poder político. Desta forma, a burguesia passou a difundir seus ideais, e a sociedade, a absorvê-los. Tais ideias tinham como principal característica a compreensão de que o homem era o centro do universo, ou seja, a humanidade deveria ser o centro do entendimento humano, se opondo claramente à visão teocêntrica da Idade Média, a qual pregava que Deus era o centro das preocupações.

Outra importante característica dessa época de transformações foi o racionalismo, que nada mais era do que a utilização da razão para tirar conclusões, ao invés da valorização da fé. Além disso, a ideologia renascentista pregava o individualismo, ou seja, a liberdade de um indivíduo perante a sociedade. Essa última característica é um claro exemplo da força da burguesia, uma vez que a existência de indivíduos livres tenderia a estimular o espírito de competição. O Renascimento teve como berço a Península Itálica, já que os maiores comerciantes da época se localizavam nas cidades italianas de Gênova, Veneza e Nápoles.

De fato, durante esse período podemos ver um amplo desenvolvimento cultural. Com os aperfeiçoamentos da imprensa feitos pelo alemão Johannes Gutenberg, a propagação dos ideais renascentistas se tornou infinitamente mais fácil. Na literatura, podemos destacar os poetas Dante Alighieri e Francesco Petrarca, além de Nicolau Maquiavel e sua obra “O Príncipe”.

Também é durante o Renascimento que encontramos a evolução máxima das artes sob a figura do célebre Leonardo da Vinci, autor da mais importante obra da história das artes, Mona Lisa. Não podemos deixar de ressaltar Michelangelo Buonarroti, outro importantíssimo artista que se tornou bastante famoso pelas suas esculturas Davi, Moisés, além dos afrescos pintados na Capela Sistina, na cidade do Vaticano.

Os ideais do Renascimento se difundiram por toda a Europa. Entre alguns célebres escritores e pensadores desse período, podemos citar William Shakespeare, Luís Vaz de Camões, Albrecht Dürer, Michel de Montaigne e Miguel de Cervantes.

Saiba mais: Idade MédiaLeonardo da VinciMichelangeloIluminismo

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz