Primeira Guerra Mundial

Primeira Guerra Mundial
Prisioneiros alemães usando máscaras de gás em Ypres, na França.

A Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918) foi um dos mais marcantes acontecimentos do século XX. De uma forma bastante resumida, podemos dizer que a guerra resultou no surgimento de uma grande potência (os Estados Unidos da América) e de uma nova hegemonia política no mundo.

Podemos dizer que o imperialismo e a política econômica das potências europeias foram os principais fatores que contribuíram para o desencadeamento do conflito. De fato, Alemanha e Itália estavam muito descontentes com tal situação, uma vez que eram obrigadas a ver seus vizinhos ingleses e franceses se enriquecerem cada vez mais por meio da exploração das colônias na África, Ásia e América.

Primeira Guerra Mundial
O assassinato do príncipe austro-húngaro Francisco Ferdinando foi o estopim da Primeira Guerra Mundial.

Por outro lado, o enriquecimento das nações europeias levou a uma corrida armamentista sem igual. Além disso, a Europa vivia um momento de muita hostilidade: a França não via a hora de tomar a Alsácia-Lorena da Alemanha, região perdida no final do século XIX, sem contar a rixa marcante entre o Império Austro-Húngaro e a Sérvia.

O estopim da Primeira Guerra Mundial ocorreu quando Francisco Ferdinando, príncipe do império austro-húngaro, foi assassinado pelo sérvio Gavrilo Princip. Assim, em 28 de julho de 1914 a Áustria declarou guerra à Sérvia. O conflito entre os dois países abriu uma série de desentendimentos entre outras nações, desencadeando um verdadeiro efeito cascata.

Diante disso, formaram-se duas alianças: a Tríplice Aliança, composta por Alemanha, Áustria-Hungria e Itália; e a Tríplice Entente, formada por Grã-Bretanha, França e Rússia. A guerra em si foi marcada por muitos avanços tecnológicos: o poder de fogo das armas foi aumentado significativamente, houve o uso de aviões, tanques de guerra e gases tóxicos.

Primeira Guerra Mundial
Presidente americano Woodrow Wilson diante do Congresso, anunciando o fim das relações de seu país com a Alemanha em 1917.

A entrada dos Estados Unidos, até então neutro, à Tríplice Entente foi um fator decisivo para a vitória da aliança. Embora o Brasil também tenha se aliado à Entente, sua participação na Primeira Guerra Mundial foi tímida, tendo contribuído apenas no envio de enfermeiros e medicamentos.

Por fim, as potências aliadas venceram a Tríplice Aliança, obrigando os países derrotados a assinar o Tratado de Versalles, documento que impunha duras penalidades aos países perdedores. No caso da Alemanha, por exemplo, o país teve seu exército reduzido, perdeu a região da Alsácia-Lorena para a França, além de ter sido obrigado a pagar uma grande indenização.

A Primeira Guerra Mundial resultou na morte de cerca de 10 milhões de pessoas. Nos anos posteriores à mesma, a Europa se encontrava financeiramente abalada, abrindo um lógico caminho para a consolidação da influência e do poder norte-americano sobre todo o mundo.

Saiba mais: ImperialismoSegunda Guerra Mundial

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz