Home
Arte
Biografias
Brasil

Comidas e Bebidas

Curiosidades
Datas Comemorativas
Drogas

Economia

Educação
Eletrodomésticos
Eletrônicos
Esportes

Expressões Populares

Games
Higiene
Idade Antiga
Idade Média
Idade Moderna
Idade Contemporânea
Informática
Meios de Transporte
Música e Instrumentos
Objetos
Pré-História

 

Independência dos EUA

EUA
"Declaração de Independência", quadro de John Trumbull.

Após um período de claras mudanças na cultura e na mentalidade do homem, conhecido como Renascimento, a força das ideologias herdadas da Idade Média estava cada vez menor. A visão teocêntrica, na qual tudo gira em torno da religião, foi sendo substituída gradativamente pela visão antropocêntrica, onde o homem é o centro do universo.

No final do século XVI, os ingleses se estabeleceram na região leste da América do Norte e fundaram treze colônias. De fato, as mesmas não tinham uma realidade semelhante. Como nas colônias do sul era predominante o clima tropical, havia um claro interesse por parte dos ingleses em explorar tal característica e produzir gêneros tropicais. Já as colônias do norte tinham um clima semelhante ao da Inglaterra, o que não despertava muito o interesse na exploração das mesmas. Por estes motivos, as colônias do norte sempre gozaram de uma relativa autonomia e conviveram com certo desenvolvimento econômico interno.

Após a Revolução Industrial, no início do século XVIII, a Inglaterra sentiu a necessidade de novos mercados consumidores de seus produtos. A solução encontrada foi proibir o comércio interno entre as próprias colônias. Posteriormente, após a Guerra dos Sete Anos (1756-1763), os ingleses se encontravam fortemente abalados economicamente, fato que resultou na adoção de uma série de medidas.

Por meio da Lei do Açúcar, a Inglaterra passou a cobrar altas taxas sobre o açúcar produzido na América. Além disso, promulgaram leis que cobravam impostos sobre vários outros produtos, como o chá, por exemplo. A situação desconfortável entre colônia e metrópole se acentuou em 1773, quando os colonos americanos jogaram todo o chá de três navios da Companhia Inglesa das Índias Orientais, que detinha o monopólio do produto nas colônias, ao mar. Tal fato ficou conhecido como Festa do Chá em Boston.

Irritados com a situação, os ingleses adotaram leis bastante rígidas, como o fechamento do Porto de Boston e a ocupação militar da colônia de Massachusetts. Baseados nos ideais iluministas, os americanos organizaram o Primeiro Congresso Continental da Filadélfia, no qual decidiram evitar o comércio com a Inglaterra. Sem muitos efeitos, organizaram então o Segundo Congresso Continental da Filadélfia, onde finalmente optaram pela independência. Assim, em 4 de julho de 1776, redigiram a Declaração de Independência e nomearam George Washington como o comandante-geral das tropas americanas.

Embora tenham perdido as primeiras batalhas, os americanos contaram com o apoio de adversários dos ingleses, como França, Holanda e Espanha, fato que foi decisivo para a vitória dos mesmos. Em 1783, a Inglaterra finalmente reconheceu a independência dos Estados Unidos. Posteriormente, os americanos redigiram sua Constituição em 1787 e elegeram George Washington como o primeiro presidente do novo país.

 

Saiba mais: Revolução Industrial - Guerra de Secessão

Idade Moderna - Home

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ferramentas e Informações
 

Copyright 2013 História de Tudo. Todos os direitos reservados.