facebooktwittergoogle_plusmail

Impressionismo
“Menina Lendo”, de Berthe Morisot (1873).

Impressionismo foi um movimento artístico surgido durante o século XIX, na França, responsável por modificar de forma drástica os padrões estéticos da época, os quais regiam as técnicas de pintura. O nome do movimento vem da obra “Impressão, nascer do sol”, de Claude Monet, um dos primeiros quadros a utilizar as novas tendências.

O impressionismo se difere grandemente de outros estilos artísticos pelo fato de a luz e o movimento se tornarem, aqui, os aspectos centrais da obra. Se no barroco os artistas valorizavam o contraste, as sombras e os efeitos entre o claro e o escuro, no impressionismo ocorre exatamente o contrário, pois tudo retratado em uma obra deveria ser mostrado como se estivesse em um ambiente extremamente claro e exposto à luz solar. Até mesmo as sombras deveriam ter cores luminosas, de certa forma.

Além disso, os artistas do impressionismo pregavam a utilização de cores complementares, afirmando que, desta forma, seria possível um melhor contraste.Além de Claude Monet, podemos citar outros grandes artistas representantes do grupo, como Vincent Van Gogh, Auguste Renoir, Edgar Degas, Camile Pissaro, Alfred Sisley, Cézanne, entre outros.

Embora o impressionismo tenha criado obras que revelassem uma grande graciosidade, dando a sensação de harmonia e felicidade, o movimento foi duramente criticado no início, pois muitos ainda se mantinham fiéis ao academicismo. O primeiro contato com os novos padrões impressionistas ocorreu em uma exposição feita em Paris, em abril de 1874.

Saiba mais: BarrocoExpressionismoDadaísmoFuturismoCubismo

Deixe uma resposta