História da Natação

História da Natação
A história da natação é paralela à própria evolução do homem.

A história da natação se inicia nos tempos mais remotos, uma vez que esta se tornou uma qualidade física imprescindível para a sobrevivência do homem, seja na busca por alimentos ou na fuga de um perigo em terra, e em sua evolução. De fato, sabe-se que os povos da Antiguidade eram grandes nadadores: registros mostram que no Antigo Egito, em 3000 a.C., os filhos dos nobres aprendiam a nadar desde cedo.

Na Grécia, a prática da natação ganhou grande importância, uma vez que a mesma proporcionava o desenvolvimento harmonioso do corpo, algo bastante valorizado pela sociedade grega. O filósofo Platão, por exemplo, afirmava que os indivíduos que não haviam aprendido a nadar não poderiam ser considerados educados. Foi na civilização grega, inclusive, que surgiram as primeiras disputas de natação: os Jogos Ístmicos, disputados em homenagem ao deus Poseidon. Já na civilização romana, a modalidade foi base da preparação militar dos soldados do império.

Após passar um período de decadência durante a Idade Média, já que nessa época surgiu a crença de que sua prática seria responsável pela disseminação de doenças, a história da natação revela outra ascensão da modalidade durante o Renascimento: várias piscinas públicas foram criadas em toda a Europa, especialmente em Paris, durante o reino de Luís XIV.

No entanto, a história da natação como esporte competitivo se inicia na Inglaterra, durante a primeira metade do século XIX. Em 1837 foram disputadas as primeiras provas da modalidade esportiva, na cidade de Londres. Desde então, a natação foi se consolidando cada vez mais como um dos mais importantes esportes. Uma prova disso é a presença da modalidade desde a primeira edição dos Jogos Olímpicos modernos, inaugurada pelo barão Pierre de Coubertain, em 1894. No Brasil, a natação foi introduzida em 1897, com a fundação da União de Regatas Fluminense, na cidade do Rio de Janeiro.

8 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *