Civilização Hebraica

Hebreus
Divisão da terra de Canaã entre as Doze Tribos.

Originários da Mesopotâmia, os hebreus eram povos semitas que se estabeleceram em Canaã, uma fértil região junto ao Mar Mediterrâneo. Após uma grande seca em 1750 a.C, se viram obrigados a migrar para o Egito, onde conseguiram relativa prosperidade. Após viverem muito tempo de forma pacífica com os egípcios, acabaram sendo escravizados pelos mesmos, realidade que durou cerca de 400 anos.

O período que vai desde o surgimento da civilização hebraica até o Êxodo é conhecido por Fase dos Patriarcas, a fase de disputa pela região da Palestina é denominada Fase dos Juízes e o período da Monarquia em diante é conhecido por Fase dos Reis.

A libertação do povo só ocorreu em 120 a.C sob a direção do famoso líder Moisés. Esse episódio da saída dos hebreus do Egito e a consequente volta a Canaã é chamada de Êxodo. No entanto, toda aquela região já estava habitada por outros povos, como filisteus e cananeus, isto é, era preciso reconquistar todas aquelas terras. Diante desse enorme desafio e com o fim de tornar as ações mais organizadas, foram escolhidos juízes, verdadeiros líderes que exerciam a função de chefes militares, políticos e religiosos do povo.

Civilização Hebraica
‘Travessia do Mar Vermelho’, obra de Nicholas Poussin.

Em 1030 a.C. o comando da civilização hebraica passou a pertencer a uma só pessoa. O primeiro rei dos hebreus foi Saul, que acabou cometendo um suicídio. Seu sucessor, Davi, era um líder carismático que promoveu o comércio na região e proclamou a cidade de Jerusalém como capital do reino. Seu filho, Salomão, possuía uma enorme habilidade política. Foi por meio deste que a civilização conheceu seu apogeu, com a realização de grandes obras.

Após o governo de Salomão, o Estado hebreu começou a entrar em declínio. O aumento de impostos e a pobreza fizeram com que o reino fosse dividido em dois estados: Reino de Israel, ao norte, e reino de Judá, ao sul. Tal divisão é conhecida por Cisma. Mesmo após a separação, as coisas não melhoraram para os hebreus, os quais continuaram sendo alvos fáceis para seus inimigos. O reino de Israel foi conquistado em 722 a.C. pelos assírios e o de Judá em 586 a.C, pelos babilônicos.

Civilização Hebraica
Os romanos destruíram Jerusalém e expulsaram dali todos os hebreus, evento que ficou conhecido como Diáspora.

Quando os persas conquistaram a babilônia, o rei Ciro II permitiu o regresso do povo hebreu para sua antiga terra. Posteriormente, foram dominados pelos macedônios e romanos. No ano 70, os hebreus se revoltaram contra o domínio romano, fato que levou o imperador Tito a destruir Jerusalém e expulsar todos os judeus da Palestina. Essa dispersão do povo judeu pelo mundo é chamada de Diáspora. Os judeus só tiveram seu território novamente em 1948, quando o Estado de Israel foi criado por intermédio da ONU.

A economia da civilização hebraica era baseada na agricultura e na criação de animais. O comércio também teve um significativo crescimento durante os reinos de Davi e Salomão. Diferentemente de todos os povos da Antiguidade, os hebreus eram monoteístas, isto é, acreditavam em um único Deus. O maior legado deixado pela civilização foi a Bíblia Sagrada, base do Cristianismo, e seus aspectos éticos e morais.

Saiba mais: Civilização EgípciaCivilização Mesopotâmica

Deixe um comentário

1 Comentário em "Civilização Hebraica"

avatar
Mostrar primeiramente:   mais recentes | mais antigos | mais bem votados
Déborah Fernanda Santoro
Visitante

Esse texto me ajudou muito,para poder fazer o teatro que vale ponto de trabalho

wpDiscuz