Expressionismo

Expressionismo
“O Grito”, de Edward Munch (1893), uma das mais famosas obras do Expressionismo.

O expressionismo foi um movimento surgido no final do século XIX como um desdobramento de vários outros estilos artísticos. Do impressionismo, o mesmo incorporou a importância dada à cor; do realismo, a retratação dos sentimentos reais (ideia antirromântica); e do simbolismo, a subjetividade.

De fato, o expressionismo é a arte da expressão subjetiva dos sentimentos humanos. Aqui, toda a preocupação gira em torno da recriação do mundo, e não simplesmente de sua retratação. Para muitos, o movimento surgiu como uma reação ao momento em que a Europa estava passando, período este em que o homem e seus sentimentos pareciam ser o que menos importava.

As obras expressionistas exploravam a dramaticidade das emoções. A maioria delas utilizava como tema a miséria, a solidão, o medo e o amor, o que nos revela a importância dada aos valores emocionais. Os principais artistas do movimento foram o holandês Van Gogh e o norueguês Edvard Munch, autor da obra de valor inestimável “O Grito”. Também podemos citar outros importantes artistas adeptos ao expressionismo, como Érico Heckel, Francisco Marc, Paulo Klee, George Grosz e Max Beckmann.

No Brasil, vemos na figura de Candido Portinari e em sua abordagem dos problemas sociais brasileiros a máxima representação do movimento.

Saiba mais: ImpressionismoBarrocoFuturismoCubismoDadaísmo

Deixe um comentário

1 Comentário em "Expressionismo"

avatar
Mostrar primeiramente:   mais recentes | mais antigos | mais bem votados
leticia
Visitante

demais

wpDiscuz