História do Dia das Mães

História do Dia das Mães
A história do Dia das Mães se inicia em 1904, nos Estados Unidos, por meio das homenagens de Anna Jarvis.

O Dia das Mães é, sem dúvidas, uma das datas comemorativas mais universais que existem. Olhando para o passado, vemos indícios de tal comemoração já nas antigas civilizações. Os gregos e romanos dedicavam um dia para homenagear Reia e Cibele, respectivamente, que eram consideradas as mães dos deuses.

Outra comemoração semelhante que podemos citar é proveniente do século XVII. Na Inglaterra, havia um domingo em que os filhos entregavam presentes para suas mães durante as missas. Nesses dias, inclusive, os mesmos eram liberados de seus afazeres.

Contudo, o história do Dia das Mães como conhecemos, isto é, desvinculado de aspectos religiosos, se inicia em 1904 nos Estados Unidos. A protagonista desta história foi Anna Jarvis, uma jovem americana filha de pastores que havia perdido sua mãe, uma mulher bastante comprometida com causas sociais.

Para perpetuar a memória da mulher e para confortar Anna, que havia entrado em um estado de depressão, os amigos da jovem resolveram fazer uma festa. Desta forma, Anna resolveu estender tal comemoração para todas as mães, vivas ou mortas. Em pouco tempo, a história de Anna se alastrou por todo o país. Em 1914, o Congresso americano oficializou o dia 9 de maio como o Dia das Mães.

Inúmeros países seguiram, posteriormente, o exemplo dos Estados Unidos. A grande maioria deles, assim como o Brasil, comemora o Dia das Mães no segundo domingo de Maio.

Saiba mais: GregosRomanosDia dos Pais

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz