História do Circo

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Circo

Mesmo em tempos de modernas formas de entretenimento, a originalidade das artes circenses ainda encanta muita gente. De fato, há certa controvérsia a respeito da origem do circo. Alguns dizem que estas manifestações de arte se originaram na Grécia Antiga, uma vez que se sabe que os primeiros Jogos Olímpicos já possuíam números circenses.

Entretanto, pinturas rupestres indicam a existência de equilibristas e suas apresentações na China, há 4000 antes de Cristo. A história do circo também cita a Idade Média, período em que muitos artistas ganhavam a vida fazendo apresentações nas ruas ou nas casas de membros da nobreza. Alguns desses artistas viajavam por toda a Europa espalhando sua arte.

O circo como é conhecido hoje em dia, isto é, um espetáculo com público pagante, foi idealizado pelo inglês Philip Astley, em 1768, o qual resolveu realizar sua apresentação com cavalos em um grande espaço, debaixo de uma lona. As apresentações de Astley foram um sucesso, fato que fez com que o inglês tenha levado sua arte para Paris.

A arte circense saiu da Europa pela primeira vez no século XIX, quando o equilibrista britânico Thomas Taplin Cooke levou sua companhia de circo para a cidade de Nova York, fato que disseminou a arte por todo o território americano.

Apesar de o circo ter perdido espaço na primeira metade do século XX, por conta das Guerras Mundiais e do surgimento de novas formas de entretenimento, o mesmo assimilou criativas ideias com o passar dos anos, fato que resultou na criação de novos números, uma verdadeira evolução. Acredita-se que o circo tenha chegado ao Brasil por meio das tradições dos ciganos, os quais fugiam da perseguição realizada no continente europeu.

Saiba mais: Grécia AntigaIdade MédiaGuerras Mundiais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *