História do Avião

História do AviãoFoi mesmo Santos Dummont o criador do Avião?

Desde os tempos mais remotos, o homem sempre desejou a façanha de poder voar. Diversos estudiosos pensaram, de forma exaustiva, em formas de alcançar esta grande realização. Leonardo da Vinci, por exemplo, desenvolveu um protótipo de um avião ainda no século XV.

Após o homem conseguir voar com uma aeronave mais leve que o ar – os balões – o grande desafio era desenvolver algo mais pesado que o mesmo e que pudesse alcançar voo através de meios próprios. Em 1883, John J. Montgomery desenvolveu um planador, porém a invenção era capaz de voar apenas de cima para baixo e somente por meio da força do vento.

O avião propriamente dito foi criado no início do século XX, e é aí que vemos a maior polêmica de toda essa história. Quem realmente teria inventado o avião: os irmãos americanos Wilbur e Orville Wright ou o brasileiro Santos Dummont?

Pode ser novidade para você, mas na maior parte do mundo os créditos de pais da aviação são de Wilbur e Orville Wright, e não de Dummont. Em 1903, eles conseguiram voar em um avião. Porém, aí está o detalhe da polêmica: voaram com o auxílio de uma catapulta, uma espécie de instrumento para se obter impulso. Além disso, tal realização não contou com testemunhas creditáveis  (apenas quatro salva-vidas e um garoto).

Posteriormente, em 1908, Santos Summont voou com o 14Bis por cima de Paris sem o auxílio de nenhum instrumento, fato que foi oficializado e testemunhado por todos os moradores da capital francesa e a imprensa local.

Alguns críticos dizem que pelo fato da invenção dos americanos voar somente com o auxílio de catapultas, não se pode considerar que se tratava de um avião, já que o que vale é o fato da máquina alcançar e manter o voo próprio.

Para outros, o importante é a capacidade do voo, visto que caças militares também utilizam catapultas, porém não deixam de ser aviões. Porém neste caso, talvez tais especialistas falhem ao esquecer que caças militares utilizam catapultas apenas para reduzir o comprimento da pista utilizada, e também que eles continuam o voo após a utilização das catapultas, fato que não acontecia com o avião dos irmãos Wright, o qual era obrigado a voltar ao chão.

Saiba mais: História do Balão

3 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *